sábado, 18 de abril de 2015

OLHA EU EM ZERO HORA DE NOVO...



Virei poeta sem querer, graças à insistência de meu marido, o meu doce CÉSAR AUGUSTO.

Quarta-feira, 15 de março, tendo-o como meu centro de inspiração, escrevi o poema abaixo. 

Li os versos para ele. 

Emocionado com a homenagem, me disse: Manda para o RICARDO CHAVES, o titular de ALMANAQUE GAÚCHO. Mandei. 

Foi publicado hoje, na página 36 de ZERO HORA. 

                                 TRANSMUTAÇÕES

ARLETE GUDOLLE LOPES

Vesti-me de mares e de vendavais.
Coroei sonhos de ventos e calmarias,
Abortei tuas preces e os teus silêncios
E me refiz nas cores do arco íris.
Parti insana em busca do teu amor,
Colhi esperas e destemperanças.
Acalmei-me no acalanto da canção
Composta pelo teu suave suspirar.
Me fantasiei de nuvens e de estrelas
E me perdi na fúria de teus abraços.
Fiz-me ternura e encantamentos
E não te fiz senhor de meus rancores.
Plasmei as noites em doces agonias
Para velar teu sono e teus tormentos,
Redimida na angústia da espera
Construí castelos para te receber,
Ó! Senhor e Príncipe dos meus amores.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

FOTOS BELÍSSIMAS QUE PARECEM PINTURA


Adoro fotografias e estas de CONRADO MAESTRO CARNERO são sensacionais. Confiram algumas delas.




























sábado, 28 de março de 2015

Infinitamente Mulher, a festa

Bom dia!

Entre tantos eventos dos quais tenho participado, o lançamento do livro Infinitamente Mulher, em noite de festa, neste ano, teve muitos motivos para me emocionarem. O carinho como o evento foi organizado, as homenagens prestadas encantaram-me e me fizeram ainda mais feliz. 

Além disso, a honraria que os organizadores nos deferiram, o de convidarmos quatro pessoas para nos acompanharem no evento, foi um diferencial importa...nte.
Como era uma noite de homenagens e encantamentos, belíssimos foram os discursos de Gisélle Kolinki Ribeiro, responsável pelo Centro Materno Infantil, um dos promotores do evento, da jornalista Sandra Siqueira, representante de todas as escritoras do livro Infinitamente Mulher e do prefeito Júlio Ruivo.

No mesmo evento, reencontrei amigas, retribuí carinhos, compartilhei emoções registradas em fotos.












quinta-feira, 26 de março de 2015

FOTOS BELÍSSIMAS DE CHUVA

UMA CHUVA SAGRADA

A chuva cai na minha Terra dos Poetas, escorrega dos céus tão generosa como o pranto da mais amante das viúvas e se esparrama pela cidade, lavando casas e ruas, deixando a grama mais viva, que se refestela encantada com o verde de seu tapete.

Águas que caem do céu para se transformarem em pérolas ao tocarem a candura das flores e se metamorfosearem em filetes  para saciar a sede de plantas, mesmo que afugente os pássaros. Pequenos rios que se transmutam... em nada ao beijarem o asfalto aquecido em demasia pelo sol, que reinava absoluto ou ao se poluírem, rolando pelas sarjetas, desvirginadas pelos dejetos jogados por mãos insanas.

Venha chuva! Venha encantar meus ouvidos com sua melodia de uma nota só e que se modifica em dó menor fustigada pelo vento e a aceito como uma prece e uma bênção.

Tenham um BOM DIA!